CONSTRUINDO A PAZ PELO GOLPE PARLAMENTAR – RESPOSTA AO ARTIGO DO PRESIDENTE EM EXERCÍCIO MICHEL TEMER

27-07-2016 00:17

O filósofo Nicolau Maquiavel, no seu livro “O Príncipe”, nos ensina, dentre várias coisas, as artimanhas do poder político e as alianças necessárias para conquistá-lo; ou seja, como um político chega ao poder e, principalmente, o que faz e com quem se alia para mantê-lo (a realpolitik, a política real, como ela é de fato). Um dos atores principais da cena política de Maquiavel é a religião, retratada na época pela igreja católica. Desde então, a mesma está imbricada no poder político, seja como Estado, em si, ou em discursos de governantes de Estados laicos democráticos do ocidente.

É assim que o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, começa escrevendo o seu artigo dominical no jornal “Folha de S. Paulo” (24/06), lembrando-se do exemplo do papa Paulo 6º, que na sua “carta encíclica”, finalizou, em 1967, afirmando que “os povos do mundo precisam construir a paz”. Importante salientar que Temer utiliza de argumentos morais e figuras religiosas o tempo todo para ganhar popularidade e legitimidade para o seu governo, como no exemplo do discurso de posse (12/05), quando afirmou: E o que nós queremos fazer agora, com o Brasil, é um ato religioso, é um ato de religação de toda a sociedade brasileira com os valores fundamentais do nosso País.

Após a referência à religião, Temer recorre à Constituição Federal de 1988 para amparar o seu discurso sobre o estado democrático de direito, alicerçado na cidadania, trabalho e livre iniciativa. E é através desse tripé que o presidente em exercício construirá a sua argumentação, embasando as medidas que pretende tomar. Segundo ele, o primeiro ponto é recuperar o emprego (Não há, para ele, exercício da cidadania sem isso!). Para tanto, daí o segundo ponto, o país precisa equilibrar as contas públicas, diminuindo o tamanho do Estado, delegando algumas tarefas à iniciativa privada, estabelecer ajustes ficais e tetos dos gastos públicos, além de outras medidas que favoreçam o setor financeiro. Finalmente o terceiro ponto que Temer defende para a “recuperação da nação”, parafraseando um termo “temeriano”, é a aprovação de medidas de flexibilização das leis trabalhistas, atendendo uma pauta dos empresários e dos sindicatos patronais, e a tão impopular e dolorosa para a população mais pobre, reforma da previdência.

Na tentativa de alcançar tais objetivos, recolocando o “Brasil de volta no trilho do progresso”, o governo interino tem que ter apoio popular. E, para isso, o presidente em exercício busca apoio nos programas sociais (Minha casa, minha vida, Bolsa família, Fies, etc.), na relação com o legislativo, na aprovação final do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e na mídia, como no exemplo pitoresco da terça-feira (26/06), quando o mesmo convoca a mídia para que ela o retrate buscando o filho na escola. Para além da atitude cotidiana de muitas famílias brasileiras, o simbolismo que tentou transparecer com tal ação não deu muito certo. Foi um fiasco e motivo de risada em cadeia nacional, mostrando o quão tosca é a nossa mídia tradicional.

Voltando aos ensinamentos de Maquiavel... Chegar ao poder mediante um “Golpe Parlamentar”, com apoio de setores da sociedade brasileira e da lei, não é uma tarefa fácil, seja por intermédio da força bruta (Aparato militar) ou pela força do judiciário. No entanto, o mais difícil é manter o poder conquistado, harmonizar os interesses conflitantes, evitar o inimigo interno e ganhar respaldo popular. Esse último, sabemos que Temer, até o presente momento, não tem, pois foi um dos principais artífices (gurus) do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Mas com a mídia ao seu lado...

Quem legitimará esse Golpe, mesmo sem crime de responsabilidade da presidente afastada, ou não, é o Senado Federal em meados do mês de agosto desse ano.

Devemos ter esperança ou medo???

 

Referências

Discurso de posse de Michel Temer em 12/06/2016. Disponível em: <http://www2.planalto.gov.br/presidente-em-exercicio/discursos/discursos-do-presidente-em-exercicio/discurso-do-presidente-da-republica-michel-temer-durante-cerimonia-de-posse-dos-novos-ministros-de-estado-palacio-do-planalto>

Artigo publicado por Michel Temer no Jornal Folha de S. Paulo em 24/06/2016. Disponível em: <http://www2.planalto.gov.br/presidente-em-exercicio/noticias/2016/07/artigo-do-presidente-em-exercicio-michel-temer-construindo-a-nossa-paz>

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Michael Seeley, Kiwi Tom  © 2010 Todos os direitos reservados.