RESENHA DO FILME: MEIA-NOITE EM PARIS

03-11-2012 11:42

O filme "Meia Noite em Paris" de Woody Allen é inenarrável, sublime, fez-me entender na sua totalidade a célebre frase do personagem Bentinho do livro "Dom Casmurro" de Machado de Assis, na qual ele não compreendia como um ser humano pode passar pela vida sem ter apreciado da "cocaína moral dos bons livros" produzida pela humanidade até hoje. Antonio Candido afirma, no artigo "O direito à literatura", que temos que exigir, a literatura especificamente e a arte em geral, como um direito humano, um direito do fazer-se humano. Ou, filosoficamente, um direito do devir humano do homem.

Para finalizar fica a sugestão de um livro que complementa e vai além da discussão do filme. Chama-se "Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister" do poeta alemão Goethe.

 

Referência

Filme: Meia-noite em Paris

Direção: Woody Allen

Gênero: Romance

Duração: 100 minutos

País: França

Ano: 2011

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Michael Seeley, Kiwi Tom  © 2010 Todos os direitos reservados.