TRÊS VIAS OU CASOS DO DESENVOLVIMENTO CAPITALISTA: VIA CLÁSSICA, VIA PRUSSIANA E VIA COLONIAL

14-09-2013 21:43

TRÊS VIAS DE DESENVOLVIMENTO DAS SOCIEDADES CAPITALISTAS

 

Existem três vias de desenvolvimento capitalista, a partir do século XVIII (1ª Revolução Industrial), que dão as características do mundo atual e dos obstáculos específicos de cada país para se desenvolver. O desenvolvimento econômico de cada sociedade diz muito (Não tudo.) sobre a vida da população e dos movimentos sociais na exigência de direitos e uma maior participação e qualidade de vida das pessoas.

Assim, essa divisão em três vias nos serve de modelo para entendermos a conjuntura do mundo atual:

- VIA CLÁSSICA: são os países que primeiro realizaram o desenvolvimento capitalista (século XVIII). Ex.: Inglaterra, França e EUA. Características: livre mercado para os empresários, economia liberal e pouca influência do Estado na economia.

 

- VIA PRUSSIANA: países que realizaram o desenvolvimento capitalista e a sua unificação como Estado-nação tardiamente, ou seja, no século XIX (Hum século depois dos países da via clássica), carregando determinadas bagagens históricas que caracterizam o seu desenvolvimento econômico e como sociedade. Ex.: Alemanha, Itália e Japão. Características: FORTE PRESENÇA DO ESTADO NA ECONOMIA, com o intuito de acelerar o desenvolvimento da economia para chegar ao mesmo nível de desenvolvimento dos países da via clássica. A ideologia conservadora e autoritária surge nestes países como formas de "corrigir" os problemas que atrapalham o desenvolvimento econômico. Ex.: Nazismo na Alemanha e Fascismo na Itália.

 

- VIA COLONIAL: países que foram ex-colônias e, por isso, tiveram o seu desenvolvimento capitalista hipertardiamente, ou seja, apenas no século XX (Dois séculos de atraso com relação aos países da via clássica). Ex.: Brasil, América latina, África e boa parte da Ásia. Características: FORTE PRESENÇA DO ESTADO NA ECONOMIA, sendo O RESPONSÁVEL diretamente pelo desenvolvimento econômico desses países. Ex.: PAC (Programa de aceleração do crescimento). E, por terem sido colônias por muito tempo, esses países carregam um DESENVOLVIMENTO PROBLEMÁTICO, pois sempre se desenvolvem com tecnologias ultrapassadas e sucateadas nos países desenvolvidos e têm, basicamente, uma economia primária. Nestes países de origem colonial, com a economia baseada na escravidão, ideologias autoritárias e convservadoras também surgem como formas de "correção" da sociedade, fazendo a economia avançar em saltos e/ ou em "milagres", tal como na ditadura militar. Ex.: Integralismo, no Brasil.

Ou seja, no caso do Brasil particularmente desde o tempo colonial ele é um grande fornecedor de matérias-primas para abastecer os países desenvolvidos que industrializam os produtos e (PASMEM!!!) nos vendem os produtos industrializados. Ex.: aparelhos tecnológicos.

 

Referência

Livro: O Integralismo de Plínio Salgado: Forma de regressividade no capitalismo hipertardio

Autor: José Chasin

Assuntos: Economia, Política e Sociedade

Idioma: Português

Ano: 1978

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Michael Seeley, Kiwi Tom  © 2010 Todos os direitos reservados.